Abaixo um texto de meu mano Rogélio.
 

Neste último final de semana, fiz uma gravação (vídeo) de uma pregação -Pr. SAMUEL – sobre o Salmo 50, que disse + ou – o seguinte:

 Culto a Deus ocorre enquanto vivemos, a todo instante, fazendo qualquer coisa que seja, como bem nos ensinou o Apóstolo Paulo :

“Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (I Co 10.31).

As pessoas estão muito mal acostumadas pensando que culto é a participação em algum tipo de serviço religioso. Trata-se de um equívoco eclesiástico. A igreja é a grande responsável por popularizar a idéia errada de que o culto ocorre quando estamos dentro de um templo, na presença de um líder de fé, praticando algum tipo de liturgia. Este é apenas um tipo de culto, o culto público, quando várias pessoas que crêem e praticam de igual forma, se reúnem para adorar a Deus. Mas o culto é muito mais abrangente do que essa prática.

Culto é vida! Cultuar é viver!

E o salmo 50 nos traz alguns princípios básicos que nos permitem entender a essência do culto, a essência da vida.

Sua vida será um verdadeiro culto, quando:

1.      Houver gratidão – “Oferece a Deus sacrifício de ações de graça” (v.14). Sem gratidão no coração não existe culto genuíno. A gratidão é fundamental para que Deus aceite nossa vida, nosso culto. A ingratidão ofende a Deus, bem como a qualquer um de nós;

2.      Houver compromisso – “Cumpre os teus votos para com o Altíssimo” (v.14). O culto a Deus deve ser marcado por uma vida de compromisso. Se eu e você não gostamos de pessoas tratantes, imagina nosso Deus. Tenha honra suficiente para cumprir seus compromissos;

3.      Houver dependência – “Invoca-me no dia da angústia” (v.15). O ser humano vive hoje um sentimento de autonomia sem precedentes na história. Ele se acha totalmente independente de Deus e dos seus semelhantes (se acha “O CARA”!!!). O verdadeiro culto a Deus é marcado pela dependência total e completa do Senhor;

4.      Houver sinceridade – “De que te serve repetires os meus preceitos e teres nos lábios a minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina e rejeitas as minhas palavras? Se vês um ladrão, tu te comprazes nele e aos adúlteros te associas. Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua trama enganos. Sentas-te para falar contra tu irmão e difamas o filho de tua mãe” (v. 16 a 20). Sem sinceridade, não existe culto verdadeiro.

5.      Houver preparação e planejamento – “O que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus” (v. 23). É preciso planejar a vida e prepará-la de acordo com a vontade de Deus. A vida é preciosa demais para ser vivida descuidadamente. É preciso preparar e investir nela, para a glória de Deus.

Estas cinco verdades nos conduzirão a um culto genuíno e aceito por Deus. E esta é a vida que Deus espera que tenhamos. Uma vida que seja um culto. Uma vida que O agrade. Uma vida digna d’Ele!

Tenha um ótimo final de semana!”

Anúncios