No dia 3 comentei a respeito do livro CARREGANDO O ELEFANTE (Como transformar o Brasil no país mais rico do mundo), de Alexandre Ostrowiecki  e Renato Feder. Apresento abaixo o resumo de suas propostas para o Poder Público.

Antes, porem, os convido a visitarem o Site

http://www.federalista.org.br/view.php?cod=31,

 no qual encontrarão informações a respeito do Partido Federalista, em fase de organização, e sobre o qual voltaremos a falar em breve.

Agora, algumas propostas de Alexandre Ostrowiecki  e Renato Feder:

Propostas para a Estrutura do poder público: Continua dividida em três poderes: executivo, legislativo e judiciário.

Poder executivo: Deve ser enxugado, permanecendo os Ministérios da Casa Civil, Justiça, Cidades, Defesa, Fazenda, Meio Ambiente, Social e Relações Exteriores. Reduzir o quadro de funcionários de cada um desses ministérios e reajustar salários aos níveis da iniciativa privada. Eliminar a estabilidade de emprego.

Poder legislativo: Abolir o Senado. Câmara dos Deputados deve ter seu número reduzido em 80%. Eliminar a maior parte dos assessores parlamentares e das verbas de gabinete.

Poder judiciário: Privatizar as áreas administrativas e consolidar os diversos tribunais em apenas três. Simplificar a legislação. Conscientizar os juízes a decidir com base na lei e não em questões sociais.

(pg 51)

 

Propostas para os níveis do poder público: Manter níveis federal e municipal; abolir os governos estaduais

Prefeituras municipais: Consolidar pequenos municípios para que tenham no mínimo 300.000 habitantes. Dividir o Brasil em 100 Municípios. Município ficará responsável pelas seguintes atividades: polícia, assistência social, planejamento urbano e manutenção das ruas municipais

Governos estaduais: Abolir todos

Governo federal: Cuidará dos seguintes assuntos: Exército, polícia federal e regulamentação dos setores econômicos

(pg 55)

Propostas para as eleições: Implantar voto distrital, dividindo o Brasil em cem distritos. Cada candidato concorre somente no seu distrito. Implantar financiamento público de campanha. Eliminar a figura do suplente.

(pg 42)

Propostas para a saúde: Privatizar todos os hospitais e postos de saúde do governo. Cada pessoa deverá escolher um plano de saúde e usá-lo para satisfazer suas necessidades de saúde. A assistência social paga os planos das famílias que comprovarem incapacidade de pagamento

(pg 99)

Anúncios