Estou disponibilizando para vocês mais um texto de Michael Laitman, que traduzi. A solução indicada parece utópica, mas como eu sonho com ela… Só depende de nós transformarmos nosso egoísmo em altruísmo e… pronto. Vale a pena ler. Chegaremos lá.

O texto original encontra-se em

http://www.laitman.com/2012/01/a-simple-solution-to-economic-problems/?utm_source=newsletter&utm_medium=kabbalahinfo-n279&utm_campaign=a-simple-solution-to-economic-problems

Economia é uma ciência sobre nossas relações egoístas, que hoje está gradualmente se transformando em um tipo diferente de economia – economia de relacionamentos altruístas.

Quando solucionamos os problemas econômicos da nossa família, geralmente nos sentamos à mesa com nosso cônjuge e filhos e pensamos em conjunto a melhor forma de utilizar o nosso limitado orçamento. Levamos em consideração as necessidades de cada membro da família: os mais jovens querem brinquedos, os mais crescidinhos querem participar de sua turma, os idosos exigem medicamentos, precisamos comprar comida, e assim por diante.  Estruturamos o nosso orçamento de acordo com as necessidades de todos. Temos que providenciar orçamento do mundo da mesma maneira.

Geralmente, trazemos para casa tudo que ganhamos; não reservamos automaticamente uma parte do salário exclusivamente para nós, por exemplo, não colocamos, de cara, de lado, 30% de nossos ganhos para o nosso próprio benefício, como fazem normalmente as empresas. Digamos, uma fábrica produz copos e os vende por US $ 10,00 cada; o proprietário retém R$ 5,00 para si mesmo, e o restante destina-se a cobrir os salários dos funcionários e outras despesas de produção, amortização, seguros, etc. Por que o proprietário ganha US $ 5,00 por copo, bem mais do que todos os outros? Ele deveria receber um salário, como acontece com todos os que trabalham com ele. Estamos dentro de um único sistema, onde todos devem receber em proporções iguais e interagir com os outros de forma justa.

Se implementarmos este plano, cada item irá custar 50% menos porque os preços de todos os demais componentes do custo também irão cair – máquinas, matérias-primas, materiais, transporte, etc.  Cada pessoa receberá um salário decente para manter um modo de vida decente; iremos nos afastar dos salários miseráveis de hoje!

Um enorme excedente de bens e recursos irá surgir em todo o mundo. Todos os anos, a humanidade está jogando fora meio bilhão de tonelada de boa comida. Isso seria suficiente para alimentar uma outra Terra!

Acontece que nossos relacionamentos egoístas, errados, trazem desequilíbrio para o mundo inteiro. Se buscarmos o equilíbrio nas nossas relações, então, naturalmente, isto conduzirá a valores de paz e harmonia, e vamos economizar uma grande quantidade de materiais e recursos naturais. Vamos parar de desperdiçar recursos da terra e vamos parar de comer vegetais e frutas cultivadas quimicamente, porque todos os sistemas estarão em equilíbrio.

Não temos que nos preocupar com o aumento da produção industrial. Será suficiente corrigirmos o relacionamento entre nós, a fim de produzirmos tudo o que o mundo precisa: comida, vestuário, abrigo, etc., tudo a um nível normal. Nós chegaremos lá mudando a nós mesmos, transformando nosso egoísmo em altruísmo.

No passado, isso soava como ficção científica: A Cidade do Sol, comunismo, utópico, etc. Mas hoje não temos outra opção – a Natureza nos obriga a agir desta forma.

From a “Talk About the Integral World” 10/20/11