Como prometido em 14/06/2012, com a lição A LEI DO TIKUN, está transcrito abaixo a última porção da Parte 6 – A CORREÇÃO, A ESCRAVIDÃO E O MILAGROSO PODER DA CERTEZA – do interessante livro de Yehuda Berg. Como expliquei na ocasião, este ‘best seller’, graças a Kabbalah Center do Brasil, está disponível para ser obtido gratuitamente, apenas com o desembolso das despesas postais, no seguinte endereço:

http://www.kabbalahcentre.com.br/

E, sem mais delongas, vejam o Fazendo Milagres.

 

Em uma carta a meu pai, Rav Brandwein, seu mestre, explicou esse princípio. Está escrito no Sagrado Zohar (Beshalach, 180):

 

A oração em que as pessoas rezam e imploram ao Criador especialmente em tempos difíceis, Deus no livre, é parte dos caminhos espirituais da natureza para apressar a salvação e ajudar em tempos de dificuldades. Mas para que um milagre acima das leis da natureza aconteça, o autossacrifício é exigido. Isso é o que o Criador quis dizer quando Ele disse a Moisés: “Por que você está implorando a Mim?”

Um milagre (abertura do Mar Vermelho) além dos caminhos da natureza física tem que ser revelado aos filhos de Israel, e assim [Deus ordena a Moisés]: “Fale aos filhos de Israel que eles têm que seguir em frente”, que eles mostrem autossacrifício no nível Abaixo. E então o nível Mais Alto, que reorganiza todos os sistemas (naturais) e faz com que os mares cheguem à terra seca, irão despertar e “Ele converte o deserto em lago e a terra seca em fontes de água” (Salmos 107:35) e apressará a salvação para Seu povo, não de acordo com as leis (literalmente, caminhos) da natureza.

 

Se você quiser ver verdadeiros milagres acontecendo em sua vida, tente acabar com os pensamentos de incerteza quando enfrentar obstáculos aparentemente insuperáveis. Comece dirigindo seu foco para remover o Pão da Vergonha, sem focar os resultados. Lembre-se de que nós já obtivemos os resultados no Mundo Sem Fim. Michael já havia obtido no Mundo Sem Fim a alegria de ter os cem mil dólares em seu bolso. Contudo, o que Michael não havia ainda obtido no Mundo Sem Fim era a capacidade de ser proativo e liberar seu gene de Deus. Ele ganhou essa oportunidade neste mundo quando o dinheiro desapareceu e ele não reagiu.

 

Como Michael aproveitou essa oportunidade de remover o Pão da Vergonha e de se transformar, passando de reativo a proativo, ele realizou o objetivo final do Recipiente: tornar-se a causa de sua própria plenitude em vez de ser um efeito e criar algo novo, ou seja, uma consciência proativa em vez de reativa.

 

Depois que Michael tornou essa atitude, a Luz pôde fluir livremente. O dinheiro ficou livre para voltar a ele, porque Michael havia realizado o propósito da Criação. Se tivesse reagido, Michael teria perdido a oportunidade e o dinheiro poderia ter desaparecido de vez. Ele também iria ser forçado a confrontar um desafio/oportunidade semelhante novamente em algum ponto no futuro, porque ainda haveria um tikun, uma transformação esperando para acontecer em sua vida.

 

Para ajudar a manter um estado mental proativo em situações difíceis, temos o Décimo Primeiro Princípio da Kabbalah:

Princípio Onze:

QUANDO OS DESAFIOS PARECEM AVASSALADORES, INJETE CERTEZA.

A LUZ SEMPRE ESTÁ LÁ.

 

Injetar Certeza em uma situação não significa que sempre obteremos os resultados que desejamos. Certeza significa sabermos que a mão da Luz – que não vemos – está conosco. Talvez haja alguns momentos em que o placar mostre que não estamos vencendo, mas no final não há como perder esse jogo.

 

Lembre-se de que a adversidade em qualquer situação é um elemento verdadeiramente positivo. Da mesma maneira que o antídoto para uma mordida de cobra contém veneno de cobra, a Luz está contida nos obstáculos da vida.

 

Precisamos também nos lembrar de que ter Certeza não significa que obteremos o que queremos, mas que receberemos o que precisamos em nossas vidas para darmos prosseguimento a nossa transformação e finalmente vencermos o jogo da vida. Precisamos ter Certeza, não importa qual seja o resultado colocado à nossa frente. Precisamos ter Certeza de que o importante é a nossa resposta proativa e nada mais. Não os resultados. Ter Certeza é aceitar a responsabilidade pela negatividade que atinge nossas vidas. É reconhecer que as coisas ruins acontecem porque plantamos uma semente negativa em algum ponto de nosso passado. Não se trata de sermos culpados pelo que fizemos; é simplesmente a maneira como as coisas funcionam. Quando superamos nossa incerteza, criamos bênçãos e milagres não apenas para nossa vida pessoal, mas também para o mundo.

O PODER DA KABBALAH – BERG, Yehuda – Kabbalah Center do Brasil, Kabbalah Publishing, Parte seis – A CORREÇÃO, A ESCRAVIDÃO E O MILAGROSO PODER DA CERTEZA, pg.s 183 – 186.