Outro dia, no rápido interregno (3 horas ou +) de espera por uma consulta, vi uma menina (30/40 anos) que me chamou a atenção. Lembrei-me de algo que se cantava 60 anos atrás:

Cintura fina, cintura de pilão.

                Vem cá menina linda, vem cá meu coração.

 

E agora, como se cantaria:

Vem cá menina linda,

                Tão bem alimentada.

                               Traz aqui seu pneuzinho

                               De truck fora de estrada.

                Traz logo este corpo adiposo

                Que eu aliso com carinho.

Há!!! Precisei fazer uma pequena substituição na penúltima linha, pois o meu veio poético foi mal compreendido.